FLAUTA TRANSVERSA - Parte I

Mensagem
Autor
Avatar do usuário
CARLINHOS DA FLAUTA
Mensagens: 279
Registrado em: 11 Nov 2008 16:46
Localização: RIO DE JANEIRO

FLAUTA TRANSVERSA - Parte I

#1 Mensagem por CARLINHOS DA FLAUTA » 21 Nov 2008 17:35

Bem, amigos, devido à falta de informações precisas sobre a flauta transversa, vi a necessidade de um material explicativo que pudesse ajudar a compreender vários pontos sobre a arquitetura da flauta, seu mecanismo e outros assuntos relacionados. Como são muitos os assuntos a serem abordados, teremos este tópico dividido em várias partes. Lembrando que o intuito deste material é o de ajudar na compreensão dos diversos aspectos que abrangem a flauta.
Começaremos dividindo a flauta nas partes que a constituem: CABEÇA (bocal), CORPO e PÉ.


# CABEÇA (bocal) - é a alma da flauta, onde é emitido o som, responsável por aproximadamente 80% deste último. É um tubo oco ou cônico confeccionado em diversas ligas metálicas, o que lhe confere diversidade de timbres. Metais nobres (prata, ouro e platina) proporcionam sonoridades limpíssimas devido a "suavização" das vibrações ao emitir-se o som na flauta, contudo, sem perda das mesmas. Existem também as confeccionadas em MADEIRA ou GRENADILLA (material sintético). Entretanto, as de metais sofrem menos ação das intempèries, além do que possuem sonoridade mais amplificada.
A cabeça é composta de um ÊMBOLO que veda a extremidade superior da mesma. Este êmbolo é, por sua vez, formado de uma COROA rosqueável (tampa) que encaixa-se numa peça metálica cuja haste é também rosqueável e uma arruela. Esta haste possui em sua base um tipo de moeda, chamado RESSONADOR. Entre a arruela superior e a moeda na base da haste é colocada uma ROLHA, geralmente de cortiça, mas também encontrada confeccionada em material sintético, que promoverá a vedação da parte supérior da cabeça. A arruela é, então, rosqueada sobre a cortiça. Este êmbolo é colocado pela extremidade inferior da cabeça, de forma que a haste rosqueável fique voltada para a extremidade superior da cabeça, onde será rosqueada a coroa (tampa). Esta peça (êmbolo) é a responsável não só pela vedação da cabeça em sua porção superior, mas também pela AFINAÇÃO da flauta, que é medida colocando-se a VARETA DE AFINAÇÃO/LIMPEZA no interior da cabeça em sua porção inferior. Esta vareta possui uma marcação específica, um corte em sua extremidade inferior. Ao introduzir-se a vareta na cabeça, a tal marcação deve ficar EXATAMENTE no centro da circunferência do orifício do PORTA-LÁBIO (peça que faz parte da cabeça, sobre o qual repousa o lábio inferior e que é muito importante na emissão sonora). A afinação da flautas é TIPO, ou seja, em DÓ. Esta afinação é geralmente em LÁ 440, isto é, de freqüência igual a 440Hz. Se a marcação da vareta estiver para CIMA, em direção à parte superior da cabeça, é sinal de que a afinação está BAIXA; caso esteja voltada para BAIXO, para a parte inferior da cabeça, a afinação estará ALTA.
- continua -
Você não está autorizado a ver ou baixar esse anexo.


"Como entender a flauta ? Simples ! Primeiro apenas ouça-a; em seguida, ouça com o coração."

CARLINHOS DA FLAUTA

Avatar do usuário
CARLINHOS DA FLAUTA
Mensagens: 279
Registrado em: 11 Nov 2008 16:46
Localização: RIO DE JANEIRO

Re: FLAUTA TRANSVERSA - Parte I

#2 Mensagem por CARLINHOS DA FLAUTA » 21 Nov 2008 21:29

Salientando apenas que na foto 6 (COMPOSIÇÃO DO ÊMBOLO), a MOEDA citada recebe o nome de RESSONADOR.


"Como entender a flauta ? Simples ! Primeiro apenas ouça-a; em seguida, ouça com o coração."

CARLINHOS DA FLAUTA

emarlos
Mensagens: 1
Registrado em: 01 Set 2009 17:51

Re: FLAUTA TRANSVERSA - Parte I

#3 Mensagem por emarlos » 02 Set 2009 23:02

Olá Pessoal, sou novo no fórum e tava lendo este post (sei que é bem antigo para responder) mas, queria apenas complementar que no que o Carlinhos escreveu "MADEIRA ou GRENADILLA (material sintético)". Houve um equívoco ao meu ver pois Grenadilla é uma madeira também. É uma árvore da família das ebanáceas, conhecida como ébano moçambicano. Conheço isso pois toco (tento) clarinete e os instrumentos novos feitos de "madeira" ao invés de resina são dessa árvore, uma vez que o ébano está praticamente extinto.



vidadudualanis
Mensagens: 2
Registrado em: 29 Out 2009 19:03

Dúvida sobre Armstrong 104 e Gemeinhardt 2SP

#4 Mensagem por vidadudualanis » 04 Nov 2009 15:15

Amigão, por favor, tire uma dúvida minha. Qual a diferênça de timbre das flautas ARMSTRONG 104 e GEMEINHARDT 2SP? Obrigado....



tcma03
Mensagens: 2
Registrado em: 05 Abr 2010 19:55

Re: FLAUTA TRANSVERSA - Parte I

#5 Mensagem por tcma03 » 06 Abr 2010 16:13

Prazado Carlinho, na minha flauta, a tampa de rosquear que fica na cabeça da flauta perdeu a rosca, ela não aperta mais, roda sem fim. Pergunta : Isso atrapalha na afinação??? O que devo fazer? Posso colocar um veda rosca



Avatar do usuário
CARLINHOS DA FLAUTA
Mensagens: 279
Registrado em: 11 Nov 2008 16:46
Localização: RIO DE JANEIRO

Re: FLAUTA TRANSVERSA - Parte I

#6 Mensagem por CARLINHOS DA FLAUTA » 17 Dez 2010 10:44

TCMA03, perdoe-me pelo longo tempo de espera para responder à sua pergunta !!!! Vamos lá: se a coroa roda sem fim, ao ponto de apertá-la ao máximo, isso faz com que a mesma chegue ao final do parafuso e não promova a devida vedação ! E pode acontecer até mesmo de todo o conjunto interno de vedação da cabeça sair ou cair ! Isso ocorre porquê a cortiça está com suas dimensões reduzidas, fruto de ressecamentos, e já não mais consegue vedar a cabeça por ter sua circunferência menor do que a à do tubo da cabeça ! Está na hora de trocá-la por uma nova ! E não adianta molhá-la ou deixá-la de molho em água (me refiro à antiga) pois voltará a ser deficiente ! Faça isso e verá se continuará seu problema !

Abraços !


"Como entender a flauta ? Simples ! Primeiro apenas ouça-a; em seguida, ouça com o coração."

CARLINHOS DA FLAUTA

Avatar do usuário
Júlio César Silva
Mensagens: 200
Registrado em: 29 Dez 2008 15:01
Localização: Diadema-SP
Contato:

Re: FLAUTA TRANSVERSA - Parte I

#7 Mensagem por Júlio César Silva » 02 Abr 2011 22:48

Carlinhos, como eu faço p puxar o embolo mais p fora p poder abaixar a afinação em meio tom e ficar com o espaço determinado pela vara de afinação?

PS.: é uma jupiter 511


Júlio César

Sax alto Jupiter 565
Meyer NY 8m by Fuks
Palheta Vandoren v16 2 (saudades da Laz Voz)

Igreja Batista Nacional Diadema
Rua Yamagata, 265 - Jd. Takebe - Diadema - SP
Ter. às 20:00, Sex. às 19:30 e Dom. EBD às 17:00 e culto as 18:30

Responder Exibir tópico anteriorExibir próximo tópico

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 2 visitantes